3 de dezembro de 2007

Segundo pesquisa, 50 jovens morrem diariamente no Brasil

Pesquisa inédita aponta que quase cinqüenta jovens são assassinados diariamente no Brasil. Usando dados do Ministério da Saúde, o sociólogo Julio Jacobo, do Instituto Sangari, mostra que, para cada cem mil jovens entre 15 e 24 anos de idade, 48,6 são vítimas de homicídio anualmente.

Entre os adultos, o índice é de 25,8.

No Brasil, desde 1995, aconteceram 296.622 mortes de jovens por causas violentas. Até o fim da década de 1970, o número de jovens mortos no trânsito, de 4.373, era maior do que o número de jovens assassinados (3.266).

Nas últimas décadas, as mortes no trânsito quase dobraram, passaram de oito mil, mas foram superadas - de longe - pelos homicídios, que chegam perto de 18 mil em um único ano.

Somente em 2006, foram 17.163 homicídios de jovens com idades entre 15 e 24 anos. É quase a média anual de mortos na guerra civil que terminou em 2002 em Angola, na África.

Em alguns lugares do Brasil o número de jovens assassinados atinge níveis ainda mais alarmantes.

Há municípios em que as taxas são até quatro vezes maiores do que a média nacional, que já é considerada extremamente alta.


LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com