21 de agosto de 2014

Dois prefeitos de MT são afastados


Os prefeitos de Alto Garças e Barão de Melgaço, Júnior Pitucha (PR) e Antonio Ribeiro Torres (PMDB), respectivamente, foram afastados dos cargos. 

O republicano foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por improbidade administrativa. Ele é acusado de contratar 97 servidores irregularmente sem a realização de concurso público. 

Além de perder o mandato, Pitucha também deve ter os seus direitos políticos suspensos por três anos. Como a decisão cabe recurso, o prefeito continua no cargo. 

Por meio de assessoria, o prefeito afirma ter documentos que comprovam a legalidade das contratações e que serão entregues a Justiça assim que for notificado oficialmente a cerca da decisão. 

O prefeito de Barão, por sua vez, foi alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada na Câmara de Vereadores. Torres foi afastado da prefeitura por cinco votos a três. 

Conforme apurou a Comissão, a ambulância teria sido adquirida teria sido do ano de 2013 por meio de um pregão presencial. O veículo entregue, entretanto, era modelo 2009 que logo apresentou defeitos. 

Com relação aos medicamentos, houve uma discrepância nas datas de pagamento e recebimento do material. O lote solicitado foi pago no dia 07 de março, mas recebido somente em 02 de maio. 

A retirada de 5.834 litros de combustível foi outro ponto investigado pelo grupo de vereadores. 

Torres, por sua vez, afirma desconhecer a existência de um processo investigatório contra a sua pessoa, e garante que continua trabalhando a frente da Prefeitura normalmente. (KA) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com