17 de fevereiro de 2015

Campanha de carnaval do Ministério da Saúde custou R$ 12 milhões

camisinhaCamisinha, testagem e tratamento são os focos da campanha de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST) do Ministério da Saúde para o período que antecede o carnaval. Ao todo, a campanha vai custar R$ 12 milhões.
Pela primeira vez, a estratégia prevê a extensão da campanha, para além do período de Carnaval com adaptações para festas populares como São João e outros eventos, em todo o país, durante todo o resto do ano. Foram disponibilizados cerca de 129 mil cartazes em quatro versões – segmentados para a população jovem, travesti e jovem gay – um spot de rádio, 315 mil folders explicativos da prevenção combinada e um vídeo para TV.
Com o slogan “#partiuteste”, usado desde dezembro, o público-alvo da campanha são os jovens entre 15 e 25 anos. A campanha distribuirá 70 milhões de camisinhas em todo o país. Com as 50 milhões que os estados já têm em estoque, serão disponibilizados 120 milhões de preservativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com