6 de outubro de 2015

Governo recorre ao STF para impedir julgamento das contas de Dilma

dilma dedo rodando
A Advocacia Geral da União (AGU) recorreu nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a suspensão do julgamento das contas de 2014 do governo Dilma no Tribunal de Contas da União. A sessão de análise das contas está marcada para às 17h desta quarta-feira. O governo alega que, como o tribunal não atendeu até agora ao pedido de suspeição do relator, pede que o julgamento no TCU seja adiado até que haja decisão sobre o caso de Nardes.
O advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, protocolou na segunda-feira uma arguição de suspeição do ministro Augusto Nardes, relator das contas de 2014 da presidente. A alegação é de que Nardes foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição antes da análise das defesas da presidente. Com isso, o governo tenta ganhar tempo e adiar o julgamento.
Ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) vêm manifestando em conversas reservadas entre eles a intenção de votar de forma unânime a favor da proposta do relator. O parecer prévio de Nardes é pela rejeição das contas.
Para que o plenário valide esse parecer, são necessários pelo menos cinco dos nove votos levados em conta no julgamento. Essa tendência à unanimidade vem sendo expressa por seis ministros. A posição dos outros três ainda é desconhecida dentro do órgão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com