19 de fevereiro de 2020

Cinco ministros votam por reconhecer lei que criou Gaeco em MT


Cinco ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram, nesta quarta-feira (19), pela improcedência da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que questiona a criação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) em Mato Grosso.

O Gaeco atua em cooperação nas investigações criminais com integrantes do Ministério Público e das Polícias Civil e Militar.

Até o momento, votaram o relator, ministro Alexandre de Moraes, e os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux.

O julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Ricardo Lewandowski.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com