20 de junho de 2008

Por que tantos suicídios em Tangará da Serra

Uma menina evangélica de 15 anos, classe média, aluna do Instituto Presbiteriano (IPES) de Tangará da Serra, não se sabe ainda o por quê, cometeu suícidio há dois meses, por meio de ingestão de medicamentos controlados.

Depois de abafado por vários dias, o assunto foi revelado por este blog.

A notícia veiculada aqui gerou uma semana inteira de reportagens no Jorna Diário da Serra, um dos principais jornais da cidade.

De lá para cá mais dois suicídios foram registrados.

Um deles de um acadêmico do curso de Direito da UNIC local. O outro caso, também teve como personagem um jovem que residia no bairro Jardim Monte Líbano, área periferica de Tangará.

Essa onda também nos preocupa sobremaneira. O que estaria levando alguns de nossos mais belos e promissores jovens a cometerem atos tão extremos?

Participação em alguma seita satânica? Influência de alguns sites que pregam a morte como "a melhor coisa de se praticar nesse mundo"?

Quero com toda a presteza solicitar aos meus colegas educadores que trabalhem em sala de aula assuntos que incentivem a liberdade, a cidadania, o desejo pelo ético, sobretudo, pelo prazer de viver.

Penso que poderemos ser cada vez mais úteis abordando essas questões em sala de aula.

Pois, não seria essa a maior missão de educador? Educar para a vida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com