18 de junho de 2009

Deu no Estadão: "Escola é dominada por preconceitos, revela pesquisa"

Por Simone Iwasso e Fábio Mazzitelli

O preconceito e a discriminação estão fortemente presentes entre estudantes, pais, professores, diretores e funcionários das escolas brasileiras.

As que mais sofrem com esse tipo de manifestação são as pessoas com deficiência, principalmente mental, seguidas de negros e pardos.

Além disso, pela primeira vez, foi comprovada uma correlação entre atitudes preconceituosas e o desempenho na Prova Brasil, mostrando que as notas são mais baixas onde há maior hostilidade ao corpo docente da escola.

Comentário

Quem tem acesso a esse trabalho, especialmente aos questionários apresentados?

À primeira vista, as conclusões são absurdas.

Segundo o infográfico, publicado no jornal impresso:

1. 99,3% tem algum tipo de preconceito.

Qual o significado desse dado? Para mim é problema da formulação da pergunta. A conclusão é que toda pessoa tem alguma forma de resistência em relação a terceiros. Se é um dado geral, não pode ser medida de manifestação de preconceito.

2. Diz que 96,5% tem preconceito contra portadores de deficiência física, 94,5% têm preconceito de raça, 93,5% contra homossexuais e 91% contra os mais idosos. Não bate.

Qual o percentual de alunos negros, mulatos ou de outras etnias no sistema escolar? Para que 94,2% tivessem preconceito racial, signgificaria que o preconceito é das maiorias e das minorias.

Ora, petecas!, se esse dado fosse real, esse país seria um caldeirão racial prestes a explodir. Ou esta pesquisa promoverá uma revolução no modo de enxergar o brasileiro, ou incorreu em problemas metodológicos radicais. Luiz Nassif

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com