25 de janeiro de 2010

Marolinha pode se transformar em terremoto

Lula começa a baixar o nível da campanha presidencial que ele precipitadamente iniciou ao lançar o nome da sua ministra do peito, a Senhora dama de aço Dilma que tem uma postura de empáfia, longe do carisma necessário a um candidato.

A grande arma de Lula e Dilma é amedrontar as pessoas sobre a possibilidade de perderem a famigerada bolsa família, estimulando a vagabundagem e aumentando a informalidade, já que muitos acham melhor receber em casa sem trabalhar.

Para completar, de forma descarada, o presidente prorrogou várias etapas do projeto para o mes de outubro, mais precisamente a data de um eventual segundo turno, prorrogando de forma perigosa o recadastramento, garantindo que todos continuarão a receber pelo menos até aquela data.

É triste ver pessoas desesperadas a procura de trabalhadores em diversos seguimentos, desde a mão de obra braçal até a qualificada e não encontrar ninguém para ocupar as vagas.

A mão de obra braçal, prefere receber as benesses do governo e fica na informalidade, enquanto a especializada não encontra por falta de qualificação, um verdadeiro desafio, pois não existe, os que estão na praça são semianalfabetos, desconhecem o básico.

Enquanto isso, a previdência não tem dinheiro para cobrir o rombo, mas Lula num ato demagógico, distribui dinheiro para o HAITI, FMI, ANGOLA, etc, como se não houvesse nada a resolver no brasil, como por exemplo reconstrir a centenas de casas de São Paulo.

A dívida aumenta e ele insiste em fazer propaganda enganosa, a sociedade espera o carnaval, depois a Semana Santa, e se a onda chegar logo, o que faremos para sai do fundo do posso?EA

Nota do Blog: Está na hora de acordarmos para a realidade. Chega de utopia! A educação está falida, a saúde idem, a pobreza está mascarada com dados falsos, e o Brasil está aquém de Bolívia, Paraguai, Uruguai, Argentina, só ganha para o Haiti. Somente Deus para nos livrar da catastrófe. Podemos começar a rezar. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com