10 de novembro de 2010

Sobre Patú, cidade onde nasceu Dorjival Silva

Cidade está localizada ao pé da Serra do Patú
O Município de Patú fica situado na microrregião serrana, do Rio Grande do Norte, uma zona de agricultura e pecuária, que no início da colonização estava ligado ao ciclo dos currais.

Os primeiros habitantes da terra foram: os índios "Cariris", depois dos colonos criadores de gado, por volta do século XVIII e no século seguinte; houve um povoamento muito lento, os primeiros povoadores vieram de Apodi, entre eles o Padre Francisco Pinto de Araújo, o Coronel Antônio de Lima, Abreu Pereira, e os Capitães Leandro Saraiva de Moura e Geraldo Saraiva de Moura.

Algumas das primeiras casas do povoado ainda existem. Geraldo Saraiva de Moura instalou sua casa da fazenda no pé da serra de Patú.

Em 07 de julho de 1777, ele foi escolhido para ser o administrador do patrimônio de Nossa Senhora das Dores; nesta data, ele recebeu a 1ª escritura de doação do Capitão Inácio de Azevedo Falcão, medindo 40x80 braças, iniciava-se assim a formação do referido patrimônio.

Com o passar dos tempos o povoado foi crescendo com o nome de Patu de Dentro, e, em 1852 foi aprovada a sua fundação pelo Governador da Província, o Dr. José Joaquim da Cunha com o nome de Distrito de Paz de Patu, pela Resolução nº. 250, de 23 de março de 1852, sendo subordinado à cidade da Imperatriz, hoje Martins.

Na metade do século XIX, o Capitão José Severino de Moura, sucessor do fundador, conseguiu a aprovação da fundação do povoado com o presidente da província do Rio Grande do Norte. Depois passou a chefia do município a seu filho José Severino de Moura Júnior e seu sobrinho Raimundo Basílio de Moura, que durou até o início da República.

O Governador Pedro Velho de Albuquerque Maranhão elevou o povoado à categoria de vila e o Distrito a município, pelo Decreto nº 53, datado de 25 de setembro de 1890. O município de Patu foi desmembrado de Martins.

NOTA DO BLOG: Vejo com muita felicidade nesse resumo histórico os nomes dos Capitães Leandro Saraiva de Moura e Geraldo Saraiva de Moura ancestrais de minha segunda mãe, madrasta querida, esposa do viúvo meu pai, há cerca de 30 anos, dona Antônia Saraiva de Moura - ainda em pleno gozo de sua saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com