16 de maio de 2011

Capítulo de vergonha é registrado na história política de Tangará da Serra


Sentimento de vergonha
As televisões de Tangará da Serra não divulgaram outro assunto ao meio dia desta segunda-feira 16, senão a possibilidade de afastamento do prefeito Júlio Ladeia (PR) do cargo.

O Jornal Diário da Serra também não deu tréguas em sua edição de hoje. Em várias páginas mostrou como se encontra a cidade com as expectativas do afastamento do prefeito pela Câmara de Vereadores.

O clima, realmente, está muito tenso em Tangará da Serra.

Dois promotores de Justiça da capital, Vinicius Gahyva Martins e Reinaldo de Oliveira Filho, estão na cidade para reforçar ainda mais as ações do promotor da comarca, Dr. Antonio Moreira da Silva.

Secretário da Sinfra, Paulo Porfírio fiel defensor do prefeito Ladeia a quem o chama de "prefeitão arrojado", se desligou da pasta na sexta-feira 13, prometendo retornar hoje à sua cadeira para reforçar a base situacionista.

Ao meio dia, um canal de televisão divulgou que ele não precisaria de requerimento para retornar ao posto de vereador, já que ele é titular. Outro canal, porém, disse que Porfírio não retornaria. Um suposto requerimento protocolado à mesa diretora da Câmara, teria sido indeferido pelo presidente Miguel Romanhuk.

A Polícia Militar já foi convidada pelo presidente da Câmara para fazer a segurança do local. Mas o povão cada vez mais confirma presença ao plenário Daniel Lopes da Silva para testemunhar mais este momento registrado na história política de Tangará da Serra.

Um comentário:

  1. Tangará está um lixo! Muito ruim mesmo. Não entrarei no mérito da questão de o prefeito ser cassado. Só sei que muitas famílias tradicionais da cidade estão vendendo tudo e investindo e outros lugares. Enquanto a maioria das cidades do Mato Grosso e do Brasil crescem e melhoram a qualidade de vida das pessoas de todas as classes, Tangará se afunda. Não possível que não dependa de política. Inaugurar bueiro, não dá. Isso é vergonhoso!

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com