27 de fevereiro de 2015

Blairo põe a culpa da crise nos caminhoneiros que compraram mais caminhão do que deveriam


A conferir se os caminhoneiros em greve pelo país afora vão concordar com a "tese" do senador Blairo Maggi (PR) para explicar o "motor" que impulsiona a crise no setor do transporte rodoviário: existem hoje, segundo Blairo, mais caminhões do que estradas, logo a culpa é de quem aproveitou o financiamento fácil e comprou mais caminhão do que devia. O senador do PR não tem uma "tese" pronta para explicar a culpa do governo Dilma (PT), sua aliada de sempre.

Veja abaixo a argumentação de Maggi, nas notas da Coluna Cuiabá Urgente do Diário de Cuiabá desta sexta (27):

Carga
Entendido de logística, o senador Blairo Maggi (PR) tem uma tese para explicar por que o frete está com o preço tão defasado no Brasil, um dos motivos dos protestos dos caminhoneiros.

Carga 2
Segundo Maggi, parte da culpa se deve ao incentivo que o governo federal deu para a compra de caminhões novos há algum tempo. As condições eram tão vantajosas que muita gente investiu nos veículos, inclusive mais do que precisava.

Carga 3

“Quem tinha intenção de comprar dez caminhões, comprou vinte. Quem não tinha intenção de comprar caminhão nenhum, comprou dois, ou três”, explica Maggi. Conforme ele, o excesso de carretas jogou o preço do frete lá para baixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com