27 de fevereiro de 2015

RUSGAS: Deputado Viana pede informações do governo de Mato Grosso

MARCOS LEMOS

Mesmo com apelo do líder do Governo, Wilson Santos (PSDB), direto da tribuna da Assembleia, para que fosse dado um tempo mínimo para o governador Pedro Taques (PDT), o deputado e presidente do PDT, Zeca Viana, manteve as duras cobranças em relação a liberação de recursos referentes a obras realizadas na gestão anterior para várias empreiteiras, entre elas a Tripolo, que é de propriedade do filho do deputado Ondanir Bortolini (PR) mais conhecido como Nininho e 1º secretário da Assembleia Legislativa.

A crise política chegou às portas do Palácio Paiaguás e acabou levando o líder do Governo, Wilson Santos (PSDB) para uma reunião com o governador Pedro Taques (PDT) na tarde de ontem (26) onde teriam tratado do clima beligerante na esfera política, mas que não atingiu administrativamente o Executivo Estadual, já que o Governo do Estado garante que as liberações só aconteceram após os contratos terem passado pela auditoria da Procuradoria Geral do Estado - PGE e da Controladoria Geral do Estado - CGE.


Antes dos feriados de Carnaval, o governador Pedro Taques (PDT) em café da manhã com os jornalistas de política, já havia anunciado que o volume de Restos à Pagar deixados pela gestão passada, estava na casa dos R$ 1,4 bilhão e que ainda no mês de fevereiro iria retomar os pagamentos daquelas dividas auditadas e dentro da legalidade apontadas nos relatórios.

Desde a eleição da atual Mesa Diretora no dia 1º de fevereiro, a relação entre alguns parlamentares tem sido de confronto político aberto e franco, o que acaba colocando o governador Pedro Taques e seu staff na alça de tiro daqueles hoje intitulados como independentes ou de oposição.

“Não sou contra o governador Pedro Taques, mas essa justificativa para pagamento dessas empreiteiras não me parece algo correto, porque a tal propalada recuperação da MT-130 entre Primavera do Leste e Paranatinga e da MT-020 de Paranatinga a Canarana não existe e se foi feito é de péssima qualidade”, admitiu Zeca Viana que pediu informações. Vazado com a alegação de que é papel do Parlamento Estadual fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos, o requerimento de informações de Zeca Viana pede os documentos da licitação e empresa vencedora; a data da ordem de serviço para ambas as rodovias.

O governador Pedro Taques (PDT) teria sinalizado que toda informação solicitada tem que ser respondida no prazo legal e que os contratos se foram pagos é porque a auditoria não teria encontrado nenhum tipo de óbice quanto aos serviços prestados e os valores das licitações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com