6 de março de 2015

Taborelli reforça denúncias contra Barranco e solicita proteção policial

Jacques Gosch 

Da tribuna, deputado Peri Taborelli 
reforçou denúncias contra Valdir Barranco

O deputado estadual Pery Taborelli (PV) usou a tribuna, na sessão vespertina dessa quarta (4), para reforçar as denúncias de corrupção contra o ex-superintendente do Incra Valdir  Barranco (PT), com quem trava batalha no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela vaga na Assembleia. No discurso, Taborelli acusou Barranco de direcionar as investigações da Polícia Federal que resultaram na Operação Terra Prometida.

O assunto foi abordado nas reportagens Dossiê aponta Barranco como líder de “indústria da retomada” e Investigados acusam delegado da PF de cobrar propina publicadas com exclusividade pelo Rdnews. Barranco tenta "descongelar" os mais de 19 mil votos recebidos nas eleições de 2014 e assim ocupar a cadeira que está com o coronel da PM reformado.


Em 27 de novembro de 2014, os agentes desbarataram o esquema bilionário de ocupação de terras da União destinadas à reforma agrária e prenderam pessoas influentes como o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Marino Franz (PSDB) e os irmãos do ex-ministro da Agricultura Neri Geller (PMDB). "Este quadrilheiro chamado Valdir Barranco vendeu os serviços do Incra para regularizar lotes até por R$ 600 mil e tentou trocar lotes por votos", acusa.

Taborelli também levantou  suspeita sobre  trabalho do delegado da Polícia Federal Hércules Sodré, que comandou a Operação Terra Prometida. "Esse Barranco contamina tudo com sua corrupção", completou o deputado do PV.

Além disso, culpou os deputados federais Carlos Bezerra (PMDB) e Ságuas Moraes (PT) pela indicação de Barranco para assumir a superintendência regional do Incra.  O parlamentar, ainda pediu proteção policial à presidência da Assembleia alegando que teme ser morto pelo grupo ligado a Valdir Barranco.

"Estou enfrentando uma quadrilha e não sei o que eles podem fazer com aqueles que tentam desmascará-los. Estou enfrentando bandidos, mas não recuou um milimetro sequer", concluiu Taborelli.

Desafio

Barranco disse que já  não ocupava a direção do Incra no Estado na época da Operação Terra Prometida. O petista também desafiou Taborelli a provar as acusações e disse que o deputado está agindo com desespero e de forma irracional diante da iminente perda do mandato por decisão do TSE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com