2 de junho de 2015

Taques pede desculpas por não resolver todos problemas e diz que Estado não é mais roubado

Laíse Lucatelli
Foto: Chico Valdiner/GcomMT
Taques pede desculpas por não resolver todos problemas e diz que Estado não é mais roubado
O governador Pedro Taques (PDT) criticou os adversários políticos que têm cobrado mais ação de sua administração, iniciada em 1º de janeiro deste ano. Durante audiência pública em Colniza, nesta terça-feira (2), em um discurso inflamado, Taques se desculpou com a população pelas poucas ações no início de mandato, mas afirmou que tem conduzido o governo com honestidade.

“Eu quero pedir desculpas porque em 150 dias ainda não conseguimos resolver todos os problemas de Mato Grosso. Mas este Estado não foi estragado, roubado e violado em 150 dias, por aqueles que querem entrar na política para ficar ricos, para ganhar dinheiro que pertence a todos nós. Quero dizer que estamos trabalhando muito”, afirmou.

Ele disse, ainda, que não faz promessas, como os políticos tradicionais, mas assume compromissos com a população. “Viemos aqui não para fazer promessas, mas para assumir compromissos. Tenho certeza que nós todos estamos de saco cheio de promessas e mentiras que nunca são realizadas. Sou político há cinco anos e governador há cinco meses. E o que me espanta são as pessoas que não fizeram, e querem que façamos em cinco meses. Porque o cidadão não é mais bobo, o cidadão ninguém engana”, discursou.

Entre os compromissos assumidos por Taques na ocasião, está o de que o Distrito de Guariba, pertencente a Colniza, não ficará dentro da Reserva Extrativista (Resex) Guariba Roosevelt. “O distrito de Guariba vai ficar fora da reserva. Vamos trabalhar para que isso ocorra. Não é possível que tenhamos mais uma Suiá-Missú em Mato Grosso”, disse. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com