15 de abril de 2008

Profissionais da Educação garantem que lucraram com a greve

Os profissionais da educação de Mato Grosso que estiveram em greve no perído de 14 de março a 11 deste mês informam que aconteceram alguns significantes avanços nas negociações com o governo do Estado.

São apontados:

1 - Salário de R$ 912,00 para professores com ensino médio a contar de maio
2 - Renegociação a cada quadrimestre (tendo como base arrecadação de impostos)
3 - Projeto de Lei que dá direito a diretores, coordenadores e assessores à aposentadoria especial
4 - Continuidade das negociações.

Apontam pontos fracos ainda para negociação:
1 - Piso de 1.050
2 - Aplicação do IRRF na Educação (25% obrigatório por Lei).

NOTA: pois é. Como estão anunciando, a greve não teria sido em vão. Mas eu continuo entendendo ter sido. Esses "benefícios" já eram previstos pelo governo do Estado. E agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com