20 de maio de 2011

Governo garante suporte financeiro para melhorar a Saúde em Tangará


Uma reunião entre autoridades de Tangará da Serra e o secretário adjunto de Saúde do Estado, Vander Fernandes – articulada pelo vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Wagner Ramos (PR) – marcou o início do processo de mudança do modelo de gestão do setor no município.

A execução do projeto, que já há algum tempo vinha sendo considerado prioritário, teve novo impulso na manhã desta quinta-feira (19), quando foram tratadas questões como oferta de leitos para cirurgias e para áreas como as de pediatria e obstetrícia, procedimentos médicos, internações e a permanência média de pacientes em tratamento.

Segundo o secretário de Saúde de Tangará, Junior Scheleicher, o hospital público local entrou em processo de ampliação. “A execução dessas obras, considerada necessária, está inviabilizando o atendimento a contento das demandas de saúde da nossa população. Temos capacidade privada instalada, mas o SUS não atende nesse modelo”.

Para o prefeito em exercício, José Jaconias da Silva, a mudança exige um raio-x completo sobre o novo modelo de gestão a ser adotado. “Precisamos levantar o perfil ideal da Unidade de Saúde do nosso município e isso envolve seu funcionamento e os custos para incluirmos o município na rede do SUS”, observou Jaconias.

O fortalecimento da média hospitalar na unidade foi considerado pelo secretário Vander como uma medida “mais fácil e coerente”. “Essa é uma maneira de reestruturação da rede hospitalar, mas demanda recursos. O momento agora é bom porque eles existem para se fazer um pagamento digno, mas estamos esbarrando no modelo de gestão”.

No atual sistema, segundo o secretário, se gasta muito e com baixa qualidade de atendimento, diferente do sistema privado. Ele completa: “É imprescindível a mudança do modelo de gestão para parceria público-privada, para que o Estado possa cobrar”.

Wagner Ramos disse que os passos principais para que o processo de mudança do modelo de gestão da Saúde no município já foram dados. “A Secretaria de Estado de Saúde acredita que seis meses é um prazo razoável para a conclusão das obras (do hospital público de Tangará). É importante conversarmos ainda mais para amadurecermos o projeto e avaliar o que será inserido na estrutura. Só que, precisamos de resultados urgentes”, alertou o parlamentar.

De acordo com os representantes do setor hospitalar que atende Tangará com o Hospital das Clínicas, existem condições de a estrutura ser melhorada, inclusive as atuais ofertas de serviços. Entretanto, eles igualmente esbarram na falta de recursos. Também participaram da reunião, a diretora do Pólo Regional de Saúde, Edna Girotto, e servidores da Unidade Mista de Saúde do município. 24 horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com