22 de fevereiro de 2015

Deputado Zeca Viana quer discutir espaço no governo Pedro Taques

O presidente estadual do PDT, deputado estadual Zeca Viana (PDT), reclama da falta de espaço do partido no governo e pretende conversar com o governador Pedro Taques (PDT) na próxima semana, quando estará em Cuiabá. Desde o processo eleitoral da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a relação dos dois correligionários ficou abalada e agora o parlamentar pretende cobrar alguns posicionamentos do chefe do Executivo. O encontro de ambos não tem um data confirmada.

“Semana que vem estarei em Cuiabá e vamos ter de conversar. A Mesa ficou do jeito que ele queria com PSB, PSDB e PR, mas não tivemos nenhuma conversa desde então, agora vamos ver se conversamos”, destacou Viana.


O presidente do partido cobra um posicionamento do governador com relação às nomeações no governo. Questionado se existia algum acordo feito durante a campanha, Viana rebateu e lembrou que Taques prega o discurso de mudanças, mas está com aliados do governo anterior e poderá manter muitos da gestão passada nos cargos.

“Nós sempre trabalhamos com propósito de mudança, mas como falar em mudança e manter cargos que têm compromissos com governo anterior, que trabalharam contra nós? Que tipo de valor está sendo dado aos nossos companheiros? Estamos ficando isolados e isso faz dispersar, quero que tenhamos união, uma coesão em cima desse governo”.

Em geral, o partido que está no comando do Estado costuma ganhar destaque, crescer, aumentar filiados e ter melhor desempenho nas eleições municipais. Porém, diante do desgaste e da crise partidária, Viana demonstrou desanimo com a possibilidade de ampliação da sigla.

“Precisamos crescer o partido, mas tenho visto que com o governo teremos mais dificuldade de crescer do que sem governo. Estou lutando para que os pedetistas, que foram nossos companheiros durante todo este tempo, ocupem cargos, principalmente, os do interior e não vou abrir mão disso, mas não vejo boa vontade do governador em nomear nossos companheiros”, disparou.

Zeca Viana é aliado do governador desde 2010 quando Taques se filiou ao PDT para disputar a eleição ao Senado. Na eleição para o governo, disputou a reeleição para ajudar o grupo, pois pretendia deixar a vida política, porém, a crise foi gerada durante o processo eleitoral da Mesa Diretora da Assembleia.

O pedetista não teve respaldo de Taques para a disputa, e demonstrou insatisfação coma interferência do Executivo na eleição. Zeca acusou o governo de ter feito acordos com deputados da oposição relacionados a cargos no governo. Um dos beneficiados seria Baiano Filho (PMDB), que negou qualquer acordo, mas disse que cobrará cargos, pois é seu direito como parlamentar fazer indicações.


Para Viana, Taques cometeu uma infantilidade política que poderá custar caro no Parlamento para ele. Ele ressalta que a chapa de Guilherme Maluf (PSDB) e Mauro Savi (PR) venceria com tranquilidade e sem desgaste, mas com a interferência, o governo gerou uma insatisfação num grupo de oito deputados, que poderá atrapalhar aprovações de projetos como a reforma administrativa. Diário de Cuiabá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com