21 de fevereiro de 2015

José Riva é preso pelo Gaeco na tarde deste sábado

Sem foro por não exercer mais mandato, foi preso na tarde deste sábado (21) o ex-deputado estadual José Riva (PSD). Segundo informações da Polícia Civil, a prisão foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), por conta das investigações da operação Edição Extra, deflagrada no final de 2014 pela Polícia Civil em Mato Grosso.

A prisão ocorreu na casa do ex-deputado, no Santa Rosa, em Cuiabá. Cerca de 10 policiais participarão da prisão. Riva foi encaminhado para um anexo do Centro de Ressocialização de Cuiabá, o Carumbé.
O procurador-geral de Justiça, Paulo Prado também confirmou a prisão de Riva. A prisão foi decretada pela juíza Selma Arruda, da Vara Especializada de Combate ao Crime Organizado.

A Operação Edição Extra investiga esquema milionário de desvio de dinheiro público através de licitações fraudulentas, envolvendo gráficas de MT. No ano passado a Operação chegou a prender os irmãos Dalmi e Fábio Defanti, donos da Gráfica Print, a maior de MT, e Jorge Defanti, dono da Gráfica Defanti, no final do ano passado.  
O então secretário-adjunto de Comunicação do Estado, Eupídio Spiezzi, e José de Jesus Nunes Cordeiro, adjunto da Secretaria de Estado de Administração também foram presos na ocasião, juntamente com um funcionário da Gráfica Defanti. Todos foram soltos. 
Familiares de Riva ficaram revoltados com a prisão, segundo eles, ocorrida fora de horário permitido e sem fato novo algum. Também acreditam ser uma forma de dar uma satisfação, já que o parlamentar está no foco de uma reportagem especial que vai ao ar no Fantástico, da Rede Globo, neste domingo (22). 

Mais informações em instantes.

IMG-20150221-WA0024.jpg
Prisão ocorreu na casa de Riva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com