28 de março de 2015

Em 21 dias, casos notificados de dengue quase dobram em MT

Entre os dias 28 de fevereiro e 21 de março deste ano, o número de casos notificados de dengue quase dobrou em Mato Grosso, passando de 1.861 para 3.562 registros. Os dados são do levantamento da Vigilância Epidemiológica, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nesta sexta-feira (27). Ainda conforme o relatório, 27 municípios do estado estão em alerta por conta do alto índice de infestação e 13 cidades têm risco de epidemia da doença.

São elas: Araputanga, Campo Novo dos Parecis, Carlinda, Guiratinga, Ipiranga do Norte, Juína, Marcelândia, Nova Guarita, Riberãozinho, Rio Branco, Santa Carmem, São José do Povo e Sorriso. Dos 141 municípios, apenas 20 apresentam índice satisfatório, com infestações abaixo de 1%. As informações são referentes aos índice de infestação predial.

Cuiabá
A única capital brasileira com risco de uma epidemia de dengue, de acordo com os dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), ainda não divulgou os números referentes a esse período. No entanto, segundo a assessoria da SES, a cada 10 mil habitantes, cinco correm risco de contrair a doença na capital.
Segundo a médica da equipe técnica epidemiológica da SES, Silbene Lotufo Muller, as chuvas constantes influenciaram o aumento dos casos. “O período chuvoso apresenta as condições favoráveis para a reprodução do Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya. Por isso, estamos atentos a proliferação do vetor, monitorando semanalmente a progressão dos casos”.

Na última terça-feira (24), a SES confirmou a morte de um homem de 28 anos, vítima de dengue na cidade de Sapezal, a 473 km de Cuiabá. De acordo com a assessoria da SES/MT, essa foi a primeira morte em decorrência da doença registrada este ano no estado. Outras cinco estão sob investigação, sendo duas em Cuiabá, uma em Várzea Grande, na região metropolitana, outra em Tangará da Serra e a quinta em Nova Mutum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com